|

Arquivo Público Waldir Pinto de Carvalho presente na 11ª Bienal do Livro

Equipamento administrado pela Fundação Oswaldo Lima divulga seu trabalho desenvolvido ao longo dos últimos 21 anos

 

O Arquivo Público Municipal Waldir Pinto de Carvalho – equipamento administrado pela Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL) – está presente na 11ª Bienal do Livro de Campos dos Goytacazes, por meio de um estande. No espaço, profissionais que atuam no Arquivo, contam um pouco da história e do acervo que ocupam, desde 18 de maio de 2001, as dependências do Solar do Colégio, e Tócos, na Baixada Campista.

 

Construído pelos Jesuítas, no século XVII, o Solar do Colégio é, na atualidade, o prédio mais antigo de Campos, sendo tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Coordenado pela historiadora Rafaela Machado, o Arquivo realiza, diariamente, um detalhado e criterioso processo de restauração de seus documentos, que amplia a vida útil dos arquivos e, consequentemente, facilita o acesso da comunidade ao seu conteúdo, no futuro.

 

“Estamos muito felizes com a oportunidade da manutenção da participação do Arquivo, na Bienal do Livro, tradição iniciada por nosso ex-diretor, Carlos Freitas, desde as primeiras edições da feira. Aproveitamos para convidar a comunidade para o lançamento de duas obras reeditadas por nossa equipe. Lançaremos “Subsídios para a História do Jornalismo em Campos”, lançada originalmente no ano de 1927, pelo jornalista e poeta, Theophilo Guimarães e “Subsídios para a História dos Campos dos Goytacazes”, de Júlio Feydit, no próximo dia 7, no espaço do Café Literário”, comenta a coordenadora do Arquivo, Rafaela Machado.

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on print